Economia Gestão Empresarial Marketing

Tendências no Varejo para 2018

Escrito por Fernanda Delgado

Recentes estudos da Nilsen indicam uma retomada do crescimento econômico do país a partir de 2018 e, com ele, o aumento do consumo de bens e serviços. A previsão é de que o PIB cresça 1,5% e, nesse cenário, o varejo precisa estar atento às inúmeras mudanças que vêm acontecendo no setor.

O modo de fazer negócio começa a viver uma nova era graças à incorporação de novas tecnologias, que vão desde os sistemas de gestão, até os apps e chatbots, numa realidade virtual e economia mais solidária.

Confira um pouco do que são as tendências para o setor do varejo:

Negócios via internet

Hoje é possível comprar tudo online e a tendência é essa realidade aumentar cada vez mais. O futuro do varejo definitivamente terá que seguir o mesmo caminho: vender seus produtos e serviços pela internet;

Comunicar com tecnologia
As mensagens de texto via WhatsApp ou SMS já são muito comuns para a comunicação entre empresas e clientes. Vendas, mensagens comemorativas, avisos, todo tipo de informação pode chegar através de um simples “texting”  dirigido;

Cartões X Celulares
As compras no varejo estão ganhando uma nova modalidade de pagamento: o smartphone. Hoje é possível comprar e pagar qualquer coisa através de mobiles de inúmeros apps. É possível que já nos próximos anos  esta nova forma de pagamento venha a substituir os cartões de crédito;

Sobressair na paisagem
Em um cenário em que tudo parece igual é preciso destacar-se da concorrência, ter personalidade e linguagem próprias. Autenticidade, verdade e naturalidade são qualidades cada vez mais valorizadas pelo consumidor. A procura pela identidade única também é tendência;

O compartilhamento
Uma das práticas mais usuais da atualidade é o compartilhamento de produtos e serviços, sobretudo na Europa. A tendência por lá é que cada vez mais pessoas busquem serviços e produtos compartilhados. Locais de trabalho, eletroportáteis, ferramentas, meios de transporte e outros, compartilhados, estão mudando a forma de consumo e trocando “compra e venda” por “aluga-se”;

Segurança e privacidade
Estas garantias sempre foram exigências de todo consumidor e daqui pra frente a tendência é aumentar ainda mais.

As etapas que envolvem um negócio são muitas: escolha do produto ou serviço, cadastro, prazo de entrega, pagamentos, transações e, tudo isso, normalmente envolve dados do comprador.

A maioria evita ao máximo que as empresas tenham suas informações. A procura por sites, apps e outras ferramentas mais discretos e confidenciais será um ponto considerado pelos consumidores.

Sites responsivos

O varejo precisa estar atento à experiência dos consumidores com o seu site, quer seja no desktop ou mobile, porque ele ganha importância a cada dia na decisão de compra. O site impacta diretamente o consumidor. Por isso, quanto mais criativo e responsivo, maior a probabilidade em atrair a sua atenção e  facilitar a sua escolha.

Estas são algumas dicas do que se pode esperar nos próximos anos em termos de negócios dentro do varejo e você pode ver que, quase todos os pontos têm a ver com a tecnologia! Prepare seu ambiente para esta mudança que já está acontecendo!

Gostou do texto? Compartilhe ou deixe seu comentário!

Sobre o autor

Fernanda Delgado

2 Comentários

Deixe um comentário