Gestão Empresarial Loja Móveis Vendas

O vendedor projetista como diferencial para sua loja.

Escrito por Fernanda Delgado

Quantas vezes entramos em uma loja para comprar e acabamos saindo sem levar nada?

E quando o assunto é algo correlato à decoração, onde se pressupõe inclusive um certo imediatismo, por qual motivo ainda pode haver aquela interminável busca do consumidor por diversas lojas e a persistência da dúvida?

Fatores que influenciam na tomada de decisão
As variáveis que levam à decisão de comprar, vão desde o layout da loja até o seu atendimento, passando pela avaliação de itens como: estacionamento, qualidade dos produtos, preço, garantias, condições de pagamento, prazo de entrega, dentre tantos outros.

Até então, nada de muito novo, mas no caso de uma loja de decoração, as três prováveis diferenças se encontrarão no preço, no design e no atendimento.

A importância do vendedor projetista
O preço é negociável, o design pode ter as mais variadas inspirações, inclusive em ideias do próprio comprador.

O que não dá pra negociar é o atendimento. E é este o item com o peso maior na tomada de decisão, onde entra em cena o vendedor projetista.

As justificativas para ter um vendedor projetista em sua loja são inúmeras, acompanhe as 3 principais:

Capacidade criativa
O bom vendedor projetista é aquele que, além das habilidades que caracterizam o bom vendedor, também possui a capacidade de chegar rapidamente à melhor solução para o espaço do cliente.

Isso inclui manter-se atualizado com as tendências da arquitetura de interiores e estar pronto para criar projetos que resultem o gosto do cliente, além da atenção para com o espaço disponível a ser trabalhado e até sobre a capacidade da gestão da verba/ investimento do cliente.

O bom vendedor projetista é aquele que consegue fazer essa leitura rapidamente e de forma sincrônica.

Conhecimento técnico
De nada adianta chegar a uma solução de produto ideal no papel e o mesma não se mostrar viável na prática.

Simultaneamente à criação do projeto, o conhecimento técnico é fundamental para sugerir as matérias-primas apropriadas, justificar processos de montagem, transporte, bem como o prazo de fabricação de algo que possa fazer parte do projeto.

É neste momento que o conhecimento técnico passa a permitir a materialização deste projeto.

Por fim, o que interessa, a segurança para o cliente.
O segmento da arquitetura e decoração de interiores se caracteriza por investimentos representativos, que levam o cliente a “pensar duas vezes antes de comprar”.

É mais ou menos o que acontece quando se compra um carro ou até mesmo um imóvel. A tomada de decisão só se dá quando se tem a total segurança de estar fazendo um bom negócio. É por isso que quanto mais confiança puder se passar ao cliente, melhor.

Sendo assim, a naturalidade e familiaridade do vendedor projetista em relação aos conhecimentos e orientações técnicas, certamente irão cumprir esse papel frente à clientela e fazer a diferença nesta venda especializada.

Aposte nisso!

Sobre o autor

Fernanda Delgado

Deixe um comentário