fbpx
Economia Gestão Empresarial

Outsourcing: Fintechs e B.P.O para ajudar o empresário lojista

Outsourcing: Fintechs e B.P.O para ajudar o empresário lojista
Escrito por Sólidus Smart

Para que o empresário lojista tome as melhores decisões, é fundamental que esteja munido de um bom planejamento estratégico, desta forma é possível prever riscos, calcular investimentos e encontrar novas soluções a fim de otimizar recursos.

E o que muitos lojistas ainda não pensaram, é que podem encontrar um bom aliado no outsourcing financeiro, ganhando em qualidade nas atividades e o melhor, tendo economia e focando no que realmente interessa para seu negócio: vender.

Na onda das fintechs

Pela resolução 4.657/2018 do Banco Central, as fintechs passaram a ser consideradas instituições financeiras, inclusive podendo conceder crédito sem mediação de bancos, o que abre um novo gap para a ampla concorrência.

Desta forma, negócios que oferecem mais agilidade que os bancos tradicionais, surgem em um momento de ebulição de startups no Brasil e no mundo, ofertando aos pequenos e médios empresários as menores taxas do mercado.

Tarefas como o acompanhamento do fluxo de caixa, cobranças automáticas, serviços de pagamento de contas e transferências, assim como a emissão de faturas – com régua configurada para envio automático de e-mails. Atualmente e em poucos minutos, são executadas em plataformas online, como a Dupay,um hub financeiro da linha das fintechs e que oferece serviços a pequenos empresários, com custos mais baixos que o varejo bancário tradicional.

Especialistas guiando o B.P.O

Você já ouviu a sigla BPO? Do inglês Business Process Outsourcing, ela engloba a terceirização de processos de um negócio.

Aqui a ideia é a de delegar as atividades que não estão ligadas ao core business ou objetivo fim da empresa, tudo de forma integrada aos demais setores da organização.

Neste caso, o outsourcing é implementado por meio da terceirização do departamento financeiro e/ou contábil da loja.

E para que este tipo de atividade funcione na prática, é fundamental que esteja pautado em um bom alinhamento entre o especialista – ou empresa contratada -, junto às expectativas e necessidades internas do gestor lojista.

A vantagem do B.P.O é que neste caso, na maioria das vezes, a terceirização traz um retorno financeiro maior para o negócio, uma vez que a loja não precisará dispor de recursos para, por exemplo, adquirir equipamentos e ainda ficar isenta de encargos trabalhistas, os quais serão de responsabilidade do terceirizado.

Atenção ao terceirizar departamentos-chave

Se o outsourcing deve estar orientado por um planejamento estratégico bem feito, é imprescindível analisar todos os fatores que podem trazer risco para que não haja perda de recursos, sejam eles financeiros ou ainda de colaboradores essenciais para a empresa prosperar.

Porém o ideal, além de esta transição estar guiada por um plano de excelência, é estabelecer metas e parâmetros de análises, identificando rapidamente onde estão os gargalos do negócio. Pense nesta possibilidade e execute com segurança esta mudança!

Bons negócios!

Sobre o autor

Sólidus Smart

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.