Economia Gestão Empresarial Loja Vendas

Métodos de pagamento: 6 aspectos para definir o melhor para sua loja!

Escrito por Fernanda Delgado

A definição das formas de pagamento é fator determinante para gerar mais vendas em qualquer tipo de negócio.

Deste modo, todo gestor que tem como foco a parte financeira da empresa, deve ter o entendimento não somente do como a concorrência vem atuando, para definir quais métodos de pagamento se tornarão efetivos para a loja, mas também avaliação constante da estratégia de vendas, para o sucesso do negócio por completo.

Confira a seguir, algumas dicas do como definir da melhor forma essa equação!

CONHEÇA SEU PÚBLICO ATÉ NA HORA DE PAGAR

Saber com que se está falando é necessário não somente para conversar com o target ou persona corretos no momento de fazer marketing ou vendas; é preciso entender quais são os métodos de pagamento que mais agradam seu consumidor.

Ter conhecimento se seu público prefere pagar à vista, em cartão de crédito em muitas parcelas ou até mesmo no crediário próprio de sua loja, são exemplos do como pode haver variação nas metodologias. Para isto, converse com seu cliente, pesquise!

PRAZO, O FÔLEGO PARA SUA LOJA

Se você optar por operadoras de cartão, bem como pelas intermediadoras de pagamentos, é de suma importância oferecer diversas opções de parcelamento para sua clientela.

Nesta etapa, avalie inclusive os períodos de recebimento da sua empresa, adequando as despesas de seu negócio com as datas dos recebimentos dos valores de compras para a sua loja. Isso quer dizer que a definição dos prazos obtidos para a empresa versus os prazos concedidos aos clientes, pode influenciar em sua operação como um todo. Atenção!

OPERAÇÕES COM ESTOQUE

Para o lojista que trabalha com estoque, há uma vantagem do ponto de vista financeiro: ter uma data a menos de pagamento para cumprir.

Mas isso não quer dizer que não é preciso atenção neste formato, pois neste caso, deve-se levar em conta, por exemplo, o tempo em que as mercadorias permanecem nos estoques, afinal, quanto maior o período em que mercadoria demorar para ser vendida, maior também será o tempo para receber esta venda.

Observe esta dica muito simples e efetiva do SEBRAE: “a soma do prazo em média concedido aos clientes com o prazo médio de permanência das mercadorias no estoque, pode ser maior ou menor que o prazo médio obtido com seus fornecedores. Se for maior, você estará sempre pagando aos seus fornecedores antes de receber dos seus clientes. Se for menor, sua loja estará sempre recebendo dos seus clientes antes de pagar aos seus fornecedores.”

AS DIFERENTES TAXAS

Cada solução de pagamento acarreta distintas taxas cobradas, por isso é necessário analisar quais são os diferenciais de cada uma delas, assim como os prazos e a segurança para o recebimento.

E SE SUA LOJA TEM UM E-COMMERCE

Caso sua loja tenha um e-commerce, é preciso também avaliar além das modalidades conhecidas, como cartão de crédito ou débito, boleto e transferência / depósito, os intermediadores de pagamentos, como PayPal e PagSeguro, meios bem difundidos entre os consumidores que possuem hábito de comprar online e que despertam confiança, realizando por exemplo, análises fundamentais antifraude.

Observe também as condições de integração entre as plataformas da solução de pagamento e a plataforma de e-commerce de sua empresa.

POR FIM, REALIZE ALÉM DA ANÁLISE DO TARGET, A ANÁLISE DE MERCADO

Olhar para fora também é necessário. Fique atento à concorrência, pois reconhecer que, por exemplo, um público semelhante ao seu gosta de atuar com transferência bancária e entender que esta solução de pagamento pode ser uma boa para sua loja, pelo fato de seus concorrentes estarem oferecendo, é importante inclusive para balizar seus métodos de pagamento.

Apesar de exigir um maior controle por parte do gestor e sua equipe financeira, investir em todos estes métodos de pagamento, certamente valerá à pena para atender os mais diversos clientes!

Lembre-se que ao trabalhar com diferentes bandeiras de cartão de crédito, assim como transferências ou depósito, bem como descontos para pagamentos à vista ou boleto bancário, certamente facilitarão também a entrada de dinheiro em seu negócio.

 

Sobre o autor

Fernanda Delgado

Deixe um comentário